Ana Paula, Helton, Pietra!

Clique na imagem para ver ela grande!

Clique na imagem para ver ela grande!

Esta semana começou com muito trabalho, trabalho de parto melhor dizendo, e eu mais uma vez tive a alegria de acompanhar o nascimento de mais uma criança vindo ao mundo de forma humanizada!

Estava eu, tranquilamente fazendo uma coisinha ou outra em casa, quando a Fabíola, doula da Ana Paula, me liga, – Márcia, a Ana pediu pra te chamar pra fazer as fotos do parto dela!

– Que legal! quando vai ser?

– Agora! to indo pra casa dela!

E lá fui eu, descarregar cartões, preparar câmera, e sair correndo…

Como da primeira vez, na hora a gente não consegue processar nada, fica ali meio besta sem saber o que pensar, só depois olhando as fotos e revivendo cada momento, é que fui conseguindo elaborar todo aquele sentimento.

Regado a reggae, frutas e risadas estávamos todos ali, eu, a Deise, enfermeira obstétra, a Fabíola, Doula e assistente, o Helton, marido da Ana, e a Ana, que me surpreendeu,mesmo com dor ela era só sorriso gente, inacreditável! ela sentia aquela dor intensa e depois dava um sorriso! O Helton, companheiro e fiel escudeiro, estava ali fazendo-a se sentir a mais querida de todas as mulheres, fez muita massagem, deu muito carinho, beijinhos, sorrisos, comidinha, segurou a mão, deu apoio, incentivo… Vendo como ele é com a Ana, a Pietra vai ter um paizão pra ninguém botar defeito!

E pra que tudo funcionasse bem, e o os dois pudessem estar ali, curtindo este momento, a Fabíola e a Deise, trabalharam bastante, um sobe e desce escada com baldes de água quente pra encher a piscina, mil panelas no fogão, e pede ajuda pra vizinha pra esquentar mais água, e vai monitorando a Ana e o bebê… quando olhamos no relógio já era terça-feira, quase uma da manhã e a Ana e a Pietra ali, na concentração! O Helton se segurando a todos os santos e a Ana se segurando nele, fazendo força, vibrando amor, e às 1:07h do dia 18/11/14 nasceu a Pietra! que foi recebida com muitos beijinhos, colo, entre lágrimas e sorrisos que se misturavam num turbilhão de sentimentos que ali estavam todos!

E eu tentando captar tudo isso! hehehe

Pra mim, o que ficou deste parto foi o amor e a cumplicidade deste casal, que fizeram, gestaram, e pariram juntos a Pietra! E essa é uma das oportunidades que o parto humanizado de verdade nos permite, que a mãe, o pai, e toda a família possa participar ativamente do parto, serem realmente protagonistas deste momento tão especial.

Abaixo, o relato da Ana Paula, transbordando de amor e alegria!

“Logo que descobri que estava grávida já pensei como seria o nascimento desse ser de Luz que crescia e me enchia de amor, me veio medos… dúvidas mas sempre tive certeza que seria da forma mais humanizada possível. Comecei então ler muito, trocar experiência com outras mães, até que conheci um anjo a Deise que me apresentou minha querida doula a Fabi e o Grupo Empodera… um Grupo de parto domiciliar planejado, começamos a frequentar rodas de gestantes e logo estávamos mais que decididos, nossa filha iria vir ao mundo da forma mais natural e humanizada possível.
E a frase que mais escutava era: ‘Parto normal? Nossa que coragem!’
Pensava comigo, coragem? Coragem é fazer uma Cesária eletiva, colocando em risco a minha vida e a da minha filha. Coragem é escolher a data que minha filha iria nascer como se eu pudesse ‘combinar isso com ela’. Coragem seria eu ter ela numa sala fria de hospital, com pessoas estranhas que eu nunca vi na vida… Abrir sete camadas da minha barriga levando aproximadamente 70 pontos. Com um nascimento cheio de intervenções desnecessárias. NÃO. Minha filha iria nascer quando ela quisesse, quando ela estivesse preparada e da forma mais natural e mais respeitosa, cheio de amor, no aconchego do nosso lar ao lado de pessoas especiais!
E assim na manhã do dia 17 de novembro sinto os primeiros sinais que a Pietra logo viria! Perda do tampão e início de algumas contrações… que felicidade estava chegando a hora!!
Avisei meu marido, esperei as contrações ficarem mais ritmadas e avisei a Fabi minha doula…
Começamos a preparar tudo, luz baixa, velas, incensos e muita música! E cada hora as contrações ficavam mais e mais intensas… e a felicidade e o amor também! Minha doula me ajudando a controlar as dores, recebi massagens, carinho, gritei, dancei, chorei e sorri.
Foram 8 horas de parto ativo, de muita ocitocina e de sensações inexplicáveis! Meu marido do meu lado o tempo todo me dando carinho, me dando força… Sentia nós três em total sintonia, muito amor! Entrei na partolândia, me entreguei, me conectei totalmente e a cada contração sentia a Pietra cada vez mais perto… Foi a dor mais linda da minha vida!
Pietra nasceu dia 18, 1:07 da manhã na água e veio direto para nossos braços, primeiro contato pele a pele… cheia de vernix, aquele cheirinho delicioso, que dá vontade de guardar num potinho… foi amor à primeira vista, quanta emoção! Então esperamos o cordão parar de pulsar e o papai cortou… Ela mamou na primeira hora de vida, não foi feito nenhuma intervenção desnecessária, foi tratada com amor, cuidado, carinho e respeito! E ali ficamos nos três na nossa cama quentinha com nosso pedacinho de amor!
Foi o momento mais especial da nossas vidas, GRATIDÃO meninas do Grupo Empodera por ter tornado tudo tão real e perfeito!
GRATIDÃO meu amor por tudo, sem seu apoio não teria conseguido… parimos juntos, foi demais! TE AMO MUITO.
GRATIDÃO a fotografa Marcia por ter registrado tudo!

Nós mulheres sabemos parir e os bebês sabem nascer, Deus é maravilhoso!”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s