Paola, Thiago e o pequeno Melchior Neto

Parto Paola

Clique na imagem para ver ela grande!

13/11/14 – Dia do Neto nascer!

Logo depois de começar a divulgar o projeto À Luz do Parto, conheci o Grupo Empodera, e recebi uma msg da Carla Bichara, a doula, dizendo, – Tem parto da Paola hoje, você não quer fazer as fotos??

Com toda a alegria do mundo, peguei a câmera e lá fui eu!

Ansiedade pairando, mas logo que cheguei, e me conectei com toda a energia daquele momento, uma tranquilidade inundou meu ser e simplesmente parecia que eu tinha que estar ali e em nenhum outro lugar…

fui vivendo tudo aquilo, sem conseguir racionalizar, digerir e elaborar direito todo o processo, era só sentimento e cliques… me emocionando a cada lágrima, a cada demonstração de amor que todos ali davam à Paola,

Acompanhei as contrações, a doula como um anjo fazendo de tudo para amenizar essas dores, o marido tentando ajudar de todas as formas, um pai presente, que não saiu um momento sequer do lado da filha, uma assistente e uma enfermeira obstetra que encaminharam tudo da melhor maneira possível, uma irmã que acompanhou todo o processo lá dos EUA via skype, uma mãe aflita, que vinha só de vez em quando se certificar que estava tudo bem, outra irmã que segurou a mão o tempo todo e era só sorriso, e quando o Neto nasceu, ninguém ali cabia de tanta emoção…

Acho que todo mundo se sentiu meio parindo, com a emoção a flor da pele, sem nem saber o que pensar ou falar, a gente só queria ver o Neto e saber se ela estava bem…

Neste processo sobre o parto humanizado domiciliar, eu vi algo muito importante, vi uma família inteira dando à luz, e isso pra mim foi a marca mais forte deste parto…

Muito Obrigada Paola e Thiago por aceitarem compartilhar este dia lindo com todos nós!

E agora, o mais legal de tudo, o relato da Paola, que tá só alegria com o seu pequeno nos braços!!

“Desde o começo da gravidez vi vários relatos de partos humanizados e sempre soube que o nascimento do meu filho seria da melhor forma possível, com o mínimo de intervenções.

Com muita pesquisa e coragem pude perceber que o parto domiciliar seria o melhor para mim, já que meu desejo de mãe era trazer da forma mais humanizada meu filho ao mundo. Li muito, me encorajei e na semana 37 decidi mesmo procurar um grupo e realizar meu parto em minha casa.

Eu quis ser protagonista do meu parto, mesmo com as pessoas ao meu redor me desencorajando a parir meu filho em casa, mas eu sentia, sou fêmea, e sabia que tudo ia dar certo. Encorajei meu marido a aceitar esse meu desejo e ele sempre ao meu lado disse que tudo ia ocorrer como eu desejasse.

Com 39 semanas , às 22:30hr do dia 12/11/2014 senti uma cólica bem sem graça, mas senti que depois que passasse daquele dia meu filho viria ao mundo. Minha mãe pressentiu e me ligou neste dia, era lá pelas 23:00hr me perguntou se estava tudo bem, e eu entusiasmada falei que estava com uma dor na lombar e com cólica, ela disse que me ligou porque sentiu e que não ia passar do dia seguinte. Dormi tranquila, acordei algumas vezes de madrugada, esperando ansiosamente a chegada do meu filho muito amado.

Acordei mais disposta do que nunca, com contrações bem espaçadas, fiz um pudim para receber minha Doula e toda a equipe do grupo, comprei frutas e tudo mais. Às 12:30hr avisei minha Doula que estava com dor, ela disse que viria logo. Ela chegou, me fez massagens que me relaxaram muito mesmo. Eu só pensava que em cada contração que sentia era meu filho chegando mais perto do caminho, imaginava ele fazendo todo percurso dentro de mim, e isso me confortava. Tive meu marido, pai, mãe, e minhas irmãs por perto praticamente por todo trabalho de parto, e isso me deu mais forças.

Meu tampão saiu. Pronto, a partir daí pude sentir contrações mais intensas e mais duradouras. Era o meu filho chegando e eu estava preparada para recebê-lo. Fiquei na bola suiça um bom tempo do TP, sentei, dancei, chorei, gritei, entrei na piscina e me entreguei. Sim, me entreguei totalmente e deixei a natureza agir. Às 23:53hr Melchior Neto veio ao mundo na água, do jeito que eu quis, veio direto para os meus braços onde eu pude admira-lo esperar o tempo do cordão para de pulsar, o tempo dele e o meu tempo, sem nenhuma intervenção, sem nenhuma laceração. Depois disso só alegria, agradeço a Deus pela natureza perfeita que ele fez.

Como é bom parir!”

Anúncios

Uma resposta em “Paola, Thiago e o pequeno Melchior Neto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s